(47) 3562-0177
O CLUBE

IDEALIZADORES DO "SCHÜTZENVEREIN"

No ano de 1922 alguns homens desta cidade pensaram em fundar a "Sociedade de Atiradores de Taió. Entre eles se destacaram os senhores Adolf Ewald, Ewald Von der Osten, Hartwig Ern, Hermann Reiberg, José Novotni e Leopoldo Kluge.

SÓCIOS FUNDADORES DO "SCHÜTZENVEREIN"

A idéia da fundação foi amadurecendo e no dia 23 de agosto de 1925, foram registros os 23 sócios fundadores: Hartwig Ern, José Novotni, Leopoldo Kluge, Richard Seiler, Leopoldo Jacobsen, Ewald Von der Osten, Alfons Meier, Erich Labes, Joaquim Moratelli, Fritz Blank, Peter Jensen, Rudolfo Sardotti, Eugenio Fronza, Heinrich Pückler, Luiz Woelfer, José Schweitzer, Richard Schmitt, Adolf Ewald, Max Hackbarth, Theodor Hadlich e Alwin Borchardt.

CURIOSIDADES.

- O primeiro baile, em caráter provisório, do "Schützenverein", foi no salão da pensão do sócio fundador Leopoldo Kluge em 1923. Os demais bailes, até a fundação oficial em 1925, e até a construção do "Schützenverein" em 1926, foram todos realizados na sua pensão.

- O rei do tiro oferecia uma festa em sua casa para os sócios e convidados que vinham do interior e até dos municípios visinhos.

- O tiro ao e ao pássaro eram praticados na estrebaria Kluge e o pássaro em madeira, confeccionado por Leopoldo Kluge, era um bonito gavião.

- Em 1948, durante a Segunda Guerra Mundial, houve grande depredação no clube, quando foram destruídas mesas, cadeiras, janelas e outros utensílios.

- Devido ao envolvimento Brasil-Alemanha na Segunda Guerra Mundial, foram queimados os livros de atas, bem como outros documentos escritos em língua alemã. Não se sabe ao certo qual sócio do clube teria enterrado o livro onde estão registrados os sócios fundadores do "Schützenverein", que depois da guerra o resgatou em bom estado de conservação. Este livro encontra-se na secretaria do clube.

- Na véspera de Ano Novo em 1944, sócios e amigos reunidos no "Clube de Caça e Tiro", cantavam o hino "Grosser Gott wir Loben Dich" em língua alemã, quando foram delatados e tiveram que se apresentar dias mais tarde na delegacia de Rio do Sul, uma vez que Taió pertencia àquela Comarca. Prestaram os seus depoimentos, mas não houve uma consequencia maio.

- O sócio João Bertoli foi orador oficial do "Caça e Tiro" por mais de dez anos, pois tinha o dom de falar de improviso como poucos.

- O "Centro Cultural 25 de Julho", desde a sua fundação até a construção da sua sede própria, realizou muitos bailes no "Dia do Colono" no "Caça e Tiro". Nestas ocasiões o salão chegava a balançar com o ritmo da música, correndo o risco de desabar, devido a grande concentração de pessoas no recinto.


DIRETORIA - GESTÃO 2017/2018

Presidente: Jorge Ricardo Gonçalves

Vice – Presidente: Geovani Alves

1º Secretário: Andreas Rodolfo Glats

2º Secretário: Jaison Pedrinho Staloch

1º Tesoureiro: Miguel Angelo Raymundi Filho

2º Tesoureiro: Deoclesio Kniess

Diretor de Bocha: Amandio Novotni

Diretor de Bolão: Marcio Belli

Diretor de Tiro: Marcelo Daniel Purnhagen

Diretora Social: Iliana Alves

Diretora Social: Jéssica Purnhagen

Diretor Piscina/Sauna: Paulo Sergio Alvise

Diretor de Jogos de mesa: Flavio Kraemer

Diretor de Futebol: Fábio Basílio Correa

Diretor de Tênis: João Carlos Leyendercker Lima

Diretor Patrimonial: Fernando Leopoldo Purnhagen

Diretor Jurídico: Marco Vinicios Pereira De Carvalho

Diretor Colaborador: João Rafael Navier

Diretora Colaboradora: Gisele Schmitz

Conselho Fiscal: Jose Ernani Eble

Conselho Fiscal: Siegfried Jose Seemann

Conselho Fiscal: Jean Carlos Luchtenberg

Secretário Executivo: Jonata Petrowski Retke

ENTRE EM CONTATO

Clube de Caça e Tiro XV de Novembro

Rua Francisco Tomazoni, 551

(47) 3562 - 0177

(47) 9-9115-2126

cacaetirotaio@cacaetirotaio.com.br

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
 
Todos os direitos reservados